Homenagem ao Dia do Cardiologista – 14/08/2020

Por Melissa Areal Pires, Advogada Especialista em Direito Aplicado aos Serviços de Saúde e Direito do Consumidor

Hoje é comemorado o Dia do Cardiologista, que é o profissional que cuida do diagnóstico e do tratamento de doenças e disfunções do coração e da circulação sanguínea.

O dia do cardiologista é comemorado desde 2007 e a escolha da data foi feita pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, com o objetivo de reforçar a importância do trabalho do cardiologista, além de promover conscientização da população sobre os cuidados necessários para manter íntegra a saúde do nosso coração.

Em virtude da pandemia da Covid19, a Sociedade Brasileira de Cardiologia manifestou-se publicamente em maio de 2020 para não recomendar o uso da cloroquina ou hidroxicloroquina no tratamento da doença, senão veja-se:

“O Ministério da Saúde, no âmbito de suas atribuições, publicou novas orientações para tratamento medicamentoso precoce de pacientes com diagnóstico de COVID-19, infecção causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). 

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) não recomenda o uso da Cloroquina e Hidroxicloroquina associada, ou não, a Azitromicina, enquanto não houver evidências científicas definitivas acerca do seu emprego. 

No entanto, para os pacientes que optarem pela realização do tratamento, orienta que, desde que resguardada as condições sanitárias necessárias para minimizar o risco de contágio de profissionais de saúde e outros pacientes, que sejam realizados eletrocardiogramas a fim de avaliar a evolução do intervalo QT, de forma a subsidiar o médico quanto a pertinência de se persistir no tratamento. Para tanto, a Telemedicina pode ser uma alternativa viável para suportar essa iniciativa. 

Por fim, a SBC, com base em seus propósitos sociais estará sempre a disposição para contribuir com as autoridades sanitárias do país na adoção de políticas públicas de interesse da sociedade brasileira.”

Atualmente, de acordo com dados da OMS, as doenças cardiovasculares ainda são as que mais matam no mundo: cerca de 31% de todas as mortes registradas tiveram como causa as doenças cardiovasculares.

A OMS também destaca que mais pessoas morrem anualmente por essas enfermidades do que por qualquer outra causa e que mais de três quartos das mortes por doenças cardiovasculares ocorrem em países de baixa e média renda.

Com dados tão relevantes, é de extrema importância a efetividade de uma política pública que interfira de forma objetiva na prevenção das doenças cardiovasculares, trabalhando os fatores comportamentais de risco, como o cigarro, dietas não saudáveis, obesidade, falta de atividade física e o uso nocivo do álcool. É também bastante relevante o destaque à políticas públicas de saúde que visem o diagnóstico e tratamento precoce das patologias cardiovasculares.

Finalizamos nossa lembrança pelo dia do cardiologista, relembrando a linda canção recentemente composta pelo cardiologista Gustavo Gouvêa e pelo baixista do Rodrigo Santos, chamada “Heróis de Carne”, para homenagear todos os médicos que estão na linha de frente do combate ao coronavírus: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/04/24/cardiologista-e-baixista-compoem-musica-em-homenagem-a-medicos.ghtml

Parabéns a todos os cardiologistas!

© Copyright 2014 :: www.arealpires.com.br

NiteróiWebSites Soluções em criação de sites
Loading...